Assinatura RSS

Mel Adún, sua escrita reflete os enredos do dendê, do abebé e das mulheres Negras.

Publicado em
Mel Adún, sua escrita reflete os enredos do dendê, do abebé e das mulheres Negras.

Quantas Tantas
-Por Mel Adún-

Quantos euteamos você já disse por aí?
Quantas mulheres sorriram
ao ver seus olhos brilharem de amor por elas?
Quantas foram elas?
Quantas choraram baixinho
com a chegada do novo amor
e deixaram de fazer pedidos a seu favor?
Quantas invadiram seus sonhos?

Quantas tantas…
Quantas putas?
Quantas santas?
Quantas tontas?
Quantas?

Mais de mil beijaram a sua boca?
Mais de cem se fizeram de louca?
Mais de dez juraram amor eterno
e construíram castelos
e com você foram morar?
Com quantas tantas você sonhou um lar?
Quantas mulheres carregaram o seu filho?
Quantas mulheres gozaram com a sua língua
entre as suas pernas
numa noite qualquer?

Quantos beijos formam uma paixão?
Quantos não?

Quantas tantas foram nada
ou algo muito pequeno
tão sereno que não virou poesia?

Quantas delas foram sina?
Quantas mulheres foram pecados
ou pecaram ao te amar,
assim, de graça, com graça
ou não?
Quantas?

Com quantas você pretende envelhecer,
trocar carinho até morrer,
sentado numa cadeira de balanço?

Quantas mulheres te tiraram do sério?
Quantas inspiraram livros
ou fizeram feitiço?
Ou mesmo o jogo do contente?
Quantas delas eram sementes
que poderiam germinar e florescer?
Quantas mulheres te mataram e
quantas tantas lhe fizeram morrer?
Quantas?
Tantas?

Bibliografia da autora

  • Antologias

Cadernos Negros 29. Organização de Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa. São
Paulo: Quilombhoje, 2006.
Cadernos Negros 30. Organização de Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa. São
Paulo: Quilombhoje, 2007.
Cadernos Negros três décadas. Organização de Esmeralda Ribeiro e Márcio
Barbosa. São Paulo: Quilombhoje; Brasília: SEPPIR, 2008.

Contos afros. Organização de Márcio Barbosa. São Paulo: Quilombhoje, 2009.

Cadernos Negros 33. Organização de Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa. São
Paulo: Quilombhoje, 2010.

Cadernos Negros 34. Organização de Esmeralda Ribeiro e Márcio Barbosa. São
Paulo: Quilombhoje, 2011.

Anúncios

Sobre Ogum's Toques

Ógumas vezes gosto de criar palavras e é o que faço nesses alguns toques da Ogum’ s Toques Negros nascidos após muito beber nas águas de Graciliano Ramos, Paulo Leminski, Edson Rossato, Marcelino Freire. A arte de enxugar o texto até o quase impossível me excita. Buscar essa concisão sem lentes Negras tornaria a tarefa um pouco enfadonha, daí me aproveitei do banquete que sempre me fartei e farto contendo Miriam Alves, Conceição Evaristo, Mel Adún, Cristiane Sobral, Hamiltom Borges, Limeira, Mutabaruka, Peter Tosh, Landê Onawalê, Semog dentre tantxs outrxs. Enfim, como nem tudo é concisão, serão encotrados outros pratos literários no menu. Sirvam-se a vontade. Divulguem. Comentem. Debatam. Deliciem-se!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: